Você duvida do que lhe dizem sobre 11/9?

O mau cheiro da fumaça que emanou do World Trade Center resiste mesmo após oito anos. Crédito: Chuckmo/Flickr

O mau cheiro da fumaça que emanou do World Trade Center resiste mesmo após oito anos. Crédito: Chuckmo/Flickr

Amanhã, fazem aniversário os famigerados ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Mesmo após oito anos, ninguém consegue explicar muito bem por que tudo aconteceu. O que ocorreu, porém, todos sabem. A Al-Qaeda, sob a batuta do líder Osama bin Laden, organizou o sequestro de quatro aviões comerciais a fim de promover uma múltipla ofensiva contra os Estados Unidos. Dois se chocaram contra as torres do World Trade Center (Nova York), um atingiu o Pentágono (Washington, D.C.), e o outro, que chegaria ao Capitólio (Washington, D.C.), não alcançou o destino planejado pelos terroristas. Os atentados provocaram cerca de 3000 mortes.


Quem acompanhou o filme “Fahrenheit – 11 de Setembro”, de Michael Moore, sabe que foram levantadas suspeitas muito graves contra os Bush. A família do ex-presidente teria ligações estreitas com vários xeques árabes. Além disso, a sociedade em empresas da indústria bélica determinava que um eventual conflito poderia ser lucrativo aos negócios do clã.


Explico. A versão de Michael Moore dava conta de que George W. Bush precisava de um pretexto para inventar uma guerra (que, mais tarde, seria a do Iraque). Para tanto, teria disseminado o medo na população norte-americana. E isso incluiria, como o filme deixa subentendido, certo (e errado) “consentimento” aos ataques de 11 de setembro. A prova teria sido a passividade de Bush nas buscas a bin Laden. Ele demorou dois meses para começá-las!


Com a população amedrontada, Bush teria apoio geral em qualquer investida contra o “terrorismo”. O Iraque, por interesses e revanchismo, foi a vítima. Diante disso, as perguntas que faço são as seguintes: até que ponto vai a sua desconfiança? Você acredita que, por motivações pessoais, um grande líder pode agir contra sua própria nação? De fato, afirmar algo seria um tanto irresponsável. Mas especular é necessário para mover a História e as discussões em torno dela.


Daniel Leite – Educação e Esportes


Anúncios

3 Respostas para “Você duvida do que lhe dizem sobre 11/9?

  1. Não sei se houve conspirações. Bush agiu como qualquer presidente americano agiria (até Obama). Todo mundo sabe que os EUA são um povo que sempre lutou e se um dia houver nova invasão ou ataque, eles vão pra cima. As conspirações fazem sentido, mas não acredito nelas. Os extremistas islâmicos são radicais demais e planejaram esse ataque durante muito tempo. Abraços.

  2. Só não sei se a reação de qualquer outro presidente ianque seria efetuada na mesma direção, Guilherme. Afinal, qual a relação do Iraque com 11/9? Bush parece ter promovido a Guerra do Afeganistão – país intimamente ligado a bin Laden e à Al-Qaeda – apenas para dar uma satisfação à população, sendo o Iraque (onde não foi encontrado o tal “potencial nuclear”) o alvo preferencial. É este tipo de atitude que gera suspeita.

    Abraço!

    Daniel Leite,
    Educação e Esportes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s